MTG: O Planeswalker misterioso de Ikoria!

Um planeswalker misterioso está controlando o Ozólito e acelerando a mutação dos monstros de Ikoria. Quem é ele? Vamos tentar desvendar isso.

Se você ainda não leu o livro Ikoria: Lair of Behemoths – Sundered Bond, já vou avisando que esse artigo vai ter muitos SPOILERS. Agora, se você já leu o livro, viu os vídeos da história de ikoria lá no meu canal (InvoKando) ou não se importa com spoilers, vem comigo nessa teoria.

Image content of the Website

Nessa teoria vou tentar desvendar um dos maiores mistérios do livro, quem é o planeswalker que Vivien Reid está caçando? Quem é a voz dentro do Ozólito?

O livro conta a história de Lukka e sua ligação com o felino alado que matou seu esquadrão, por causa de vinculo ele foi considerado um traidor da humanidade e teve que fugir de Drannith com ajuda da sua noiva Jirina Kudro. Durante a fuga da cidade, Vivien Reid aparece e começa a ajudá-lo na busca pelo felino que destruiu sua vida, por que ela está fazendo isso? A planeswalker verde diz que está curiosa, os monstros de Ikoria são incomuns, eles sofrem mutações não naturais influenciadas por algum tipo de energia vinda dos cristais do plano, ela quer desvendar esse segredo e encontrar aquele que pode estar por trás desses eventos. Um planeswalker que ela descreve da seguinte maneira. “Eu vim aqui para estudar o seu mundo, como lhe disse, mas também porque temia que outro da minha espécie tivesse chegado aqui primeiro. Não o conheço há muito tempo, mas é da sua natureza intrometer-se.” A frase final dela é importante para essa teoria. “Não o conheço há muito tempo, mas é da sua natureza intrometer-se.” É como se essa frase valesse para nós, não é um planeswalker antigo que a gente está cansado de ver, mas um que a gente conheceu a pouco e calma que vamos ter mais dicas. Durante a batalha do Ozólito entre os vinculadores e os pesadelos, Lukka consegue chegar no centro da formação de cristais e lá, ele entra em contato com esse planeswalker misterioso e só pelo modo dele conversar dá pra ter uma ideia da sua personalidade. “Por favor, amigo, pare de lutar. Eu não estou ‘aqui’ mais do que você está, e me dói vê-lo se debater como um peixe fora d´água. Quanto a quem eu sou, meu nome significaria pouco para você. Digamos que sou uma parte interessada e deixemos assim.” Essa arrogância te lembra alguém que conhecemos há pouco tempo? Mais uma frase do ser misterioso. “Eu não fiz nada do que eles não fariam por conta própria. Apenas acelerei um pouco suas tendências naturais. Digamos que eu dei apenas um pequeno empurrão.” “Sem dúvida, aconteceria a vingança mais tediosa de todas. O fim da minha existência, e, no entanto, tudo o que eu quero fazer é ajudar.” Nem quando o inimigo está perto, ele deixa sua arrogância de lado, é bom lembrar que ele fala isso para o Lukka que está preso e revoltado pelos ataques dos monstros a Drannith. Prender sua vítima em algum tipo de feitiço, manipular os eventos para destruir a civilização, fala em tons de irônicos, fazendo piadas, se intromete e conhecemos ele há pouco tempo. O Conhecemos em Eldraine na verdade. O planeswalker que mudou o Ozólito e está na cabeça de Lukka é o nosso ladrão de coroas, Oko. Sim, o Fey que deu trabalho em todo formato do Magic e que foi banido de quase todos eles e não é só no card game que ele deu trabalho. Se você leu o livro de Eldraine, sabe que Oko é a estrela da história (carregou o livro nas costas). Nas vezes que ele apareceu, deu para perceber sua arrogância e seu carisma. Tanto que só pelas as frases da “voz” do Ozólito te dá a sensação que realmente é ele e que a qualquer momento um monstro vai se transformar em Fey e revelar que é o Oko. Mas apesar de ficar até o final do livro falando na cabeça de Lukka, ele não aparece. Nas cartas ele também não aparece, a Errante aparece, mas o planeswalker do Ozólito, não. Aliás, as cartas e o livro, tem uma “vibe” diferente, as cartas dão a impressão que Lukka e o felino alado são bons companheiros e no livro, não é bem assim, mas o livro é muito bom, fazia tempo que não tínhamos uma lore legal de magic. Voltando para o nosso Oko, tem mais alguns pontos que reforçam essa teoria, a habilidade mais legal da coleção (não, não é companheiro) a Mutação, é predominante nas cores Simic, as cores do nosso Oko, 14,7% das criaturas com mutação são azuis e outros 14,7 são verdes. Ele acelerou a mutação, as cores que ele domina, entendeu?

Na parte que Vivien disse que o conhece há pouco tempo, eu pensei em todos planeswalkers que ela conheceu durante a guerra da centelha e nenhum deles parece agir de forma tão arrogante. No entanto, esse encontro pode ter acontecido “fora de cena”. Esse encontro pode ter acontecido em Zendikar, pois Oko conhecia o fragmento de Edros preso em Garruk e Vivien tem um Vorme de Pelakka (criatura nativa de Zendikar) no seu Arco Bestial. A Vivien nos dá mais dicas, no livro ela invoca duas vezes um Alce que é representado por essa carta:

Image content of the Website

Sim. Um alce 3/3. A Vivien encontrou com o Oko em algum momento e teve algo grande entre eles. Então é isso que sabemos. A Voz é arrogante e da “zoeira”, é um homem segundo Vivien, o que tira o Ashiok da jogada. Eu realmente pensei que poderia ser o Ashiok por causa dos pesadelos, mas ele estava tão feliz para ir encontrar os phyrexianos que não faria sentido parar em Ikoria e não é do estilo dele falar de uma forma tão irônica. E o intrometido é um telepata, pois Lukka descreve a voz na sua mente, lendo seus pensamentos. É isso, essa é a Toeria do Oko em Ikoria, eu estou gostando dos rumos que a lore tá tomando, voltando aos poucos ao trilho, esse livro de Ikoria mostrou um desenvolvimento da Vivien que sai uma personagem muito melhor depois desse livro. A Narset apesar de ser mencionada, mas não tem nada mais do que a menção. Lukka se torna um planeswalker só no final do livro, mas seu caminho até acender a centelha demonstrou que é um personagem impressionante e promete dar trabalho pelo multiverso. Um detalhe é que parecia que voz do Ozólito realmente mudou sua mente, o influenciou, o fez sair de soldado protetor da humanidade a vilão. Mais um ponto pro Oko, ele foi capaz de controlar o Garruk corrompido pelo véu metálico, controlar o Lukka, seria fácil, fácil. Estou ansioso pra ver o Oko novamente (em um card mais justo ou só na história), ele vai ser o futuro grande vilão do Magic, anota aí, além dele temos o Ashiok indo para nova phyrexia, muitos bons personagens interessantes para o futuro do Magic. Será que teremos uma liga de vilões e novas Sentinelas?

Image content of the Website

HearthStone: Os melhores decks Pós Nerf!

Ladino e Caçador de Demônios no TOPO da ranqueada!

Ladino e Caçador de Demônios são as melhores classes pós nerf do aptch 17.02.

Novos nerfs chegaram ontem em Hearthstone e vários cards foram afetados, inclusive mais 3 cards de Caçador de Demônios. Mesmo assim a classe continua entre as melhores colocadas no meta atual. Com a atualização podemos ver que a classe ladino subiu nas estatística, ocupando agora o primeiro lugar, segundo o site especializado Hsreplays.

Meta de Hearthstone - 21.04.2020
Meta de Hearthstone – 21.04.2020

Ladino Highlander – 59,3% de taxa de vitória

Ladino Highlander – abril 2020
Deck de Ladino
Deck de Ladino

Ladino Galakrond – 58,6% de taxa de vitória

Ladino Galakrond – abril 2020
Deck de Ladino
Deck de Ladino

Ladino Galakrond de Segredos – 61,4% de taxa de vitória

Ladino Galakrond de Segredos – abril 2020
Deck de Ladino
Deck de Ladino

Tempo Caçador de Demônios – 54% de taxa de vitória

Tempo Caçador de Demônios – abril 2020
Deck de Caçador de Demônios
Deck de Caçador de Demônios

Caçador de Demônios OTK 

Caçador de Demônios OTK – abril 2020
Deck de Caçador de Demônios
Deck de Caçador de Demônios

Caçador Face – 58,5% de taxa de vitória

Caçador Face – abril 2020
Deck de Caçador
Deck de Caçador

Caçador de Dragões – 62,3% de taxa de vitória

Caçador de Dragões – abril 2020
Deck de Caçador
Deck de Caçador

Caçador OTK – 51% de taxa de vitória

Caçador OTK – abril 2020
Deck de Caçador
Deck de Caçador

O Que acharam? Comentem ai…

Fonte:https://cardnamanga.com.br/

Yu-Gi-Oh! Secret Slayers!

segredos de Secret Slayers.

A beleza da frieza

Gosta de cultivar plantas? Pois conheça o novo tema repleto de de forças do tema Plantas, assim como a explosiva Lonefire Blossom.

Teardrop the Rikka Queen

Tributar monstros do seu oponente é uma das maneiras mais eficientes pra se livrar deles, concorda? Agora imagine ter um monstro que faz isso como um Quick Effect e ainda não deixar sobrar nada no campo do seu oponente… A frieza de seu efeito reflete na arte de Teardrop the Rikka Queen, a nova planta Xyz de Yu-Gi-Oh!

Escavando tesouros

Descubra os tesouros ocultos com novos monstros do tipo Pedra! Que tal esculpir o seu Deck com brilhantes monstros Synchro que ganham efeitos espetaculares enquanto você encontra o atributo certo no seu GY.

Adamancipator é um arquétipo composto de três pequenos grupos, estes contemplam exploradores, cristais e monstros Synchro! Escavar cartas, esse é o principal mecanismo que os novos monstros vão utilizar para tirar vantagem de seus oponentes.

Adamancipator Risen – Dragite

Adamancipator Risen – Dragite, além de excavar e se livrar das cartas do seu oponente, também pode negar efeitos e destruir o que restar em campo.

Riqueza e vida eterna

Masterize a necromância através dos truques e trapaças de um tema repleto de zumbis. Eldlich the Golden Lord, um Zumbi que possui infinita riqueza, pode gastar, gastar e gastar incontáveis tesouros para eliminar qualquer carta, e então comprar sua própria volta do GY para que ele possa fazer tudo de novo.

Eldlich the Golden Lord

Prepare-se para prender seu oponente no loop de efeitos de Eldlich! As riquezas deste zumbi lhe deram acesso à poderes incríveis; ele mesmo leva seus oponentes ao GY e garante apenas a sua passagem de volta à cada turno. Como matar algo que já está morto? Descubra você mesmo

Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths – Parte 1

Em meio a quarentena, os spoilers não pararam, nem a galera da Cards Realm e que temporada de cartas Ikoria trouxe para Commander, novas mecânicas, 2 produtos juntos (1 standard, outro eterno), o que nos traz a mais uma análise sobre as criaturas lendárias, se elas se encaixam na zona de commander, nos 99 ou no fichário. Por onde começar além da mecânica que está trazendo tantas discussões e causou um dos únicos bans prévios da história do Magic, companion. Mas como sempre tento manter a ordem, vamos seguir o guildpact em sentido horário.

Image content of the Website

Basicamente injogável com companheiro por conta das regras do formato, Yorion, Sky Nomad não é exatamente uma carta ruim pro formato, diversos efeitos são equilibrados pelo fato de serem ativados só quando a criatura entra em campo, então você conseguir ativar vários de uma vez é algo ótimo. O maior problema dele na zona de comando é o fato dele disputar com Brago, King Eternal pelo lugar. Como parte dos 99, não tem muitas cartas que consegue fazer o que ela faz (especialmente por conseguir dar flicker não só em criaturas, mas em artefatos e encantamentos).

Image content of the Website

Gato Pesadelo não só é uma ótima combinação de tipo, mas também é a combinação que traz uma ótima criatura. Lembrando que Companheiros podem ser comandantes e não restringem a criação do deck, Lurrus of the Dream-Den torna seu cemitério uma extensão de sua mão, recuperando cartas importantes, pedras de mana, cartas de sacrifício, até mesmo criaturas que servem de bucha pra sacrificar, peças de stax pra atrapalhar o oponente, o que sua imaginação permitir. Apenas… não o botem como companheiro a não ser que esteja 100% certo de que seu deck vai funcionar com tudo custando <=2

Image content of the Website

Ah, nada como Dimir para tacar um Kraken Demônio nos oponentes, enrolar os tentáculos no que estiver no caminha e trazer pro seu próprio lado. Gyruda, Doom of Depths é interessante, mas é inconsistente demais sem uma preparação apropriada. Se seu objetivo é roubar criaturas dos oponentes, existem opções melhores, assim como se seu objetivo for ganhar por mill. Em um mesão é uma carta divertida, mas vai te deixar na mão quando tu mais precisar dela. Como companheiro, é possível, mas difícil, montar um deck dele

Image content of the Website

BANIDA

Image content of the Website

Obosh, the Preypiercer é uma carta ímpar, cartas que aumentam o dano de suas magias/criaturas não são incomuns, mas poucas são as que realmente dobram. Assim como seu par Gyruda, é possível montar um deck que cumpra as condições dele como companheiro, mas suas opções são quase que literalmente cortadas pela metade. Gosto do efeito dele como parte dos 99 e até mesmo na zona de comando. Sendo efetivamente um 6/5 e tendo um bom relacionamento com cartas como Vial Smasher the Fierce, vejo potencial nele.

Image content of the Website

Quer montar um deck com literalmente só criaturas? Ou apenas com Instants? Honestamente é um desafio montar um deck com Umori, the Collector como Companheiro, mas é certamente possível. Mesmo sem isso, ele é um acelerador do que você quiser pro seu deck. Como parte dos 99 ele é um redutor de custo assim como já existem vários para artefatos e encantamentos. O fato dele já estar em uma cor que acelera mana como se não existisse amanhã ajuda ainda mais seu efeito.

Image content of the Website

Aqui temos um dos companheiros mais fáceis de trabalhar ao redor (pelo menos em teoria). Seu deck perde uma certa capacidade de resposta para ter Jegantha, the Wellspring como companheiro (boa parte das destruições em massa custam 2 manas coloridas, assim como anulações), mas a geração de mana faz (quase) valer a pena, especialmente com efeitos que permitem que ele seja desvirado. Jodah, Archmage Eternal Eldrazi queria um amigo e esse alce gigante só apareceu pra fazer a festa.

Image content of the Website

Raposas são inteligentes, habilidades ativadas são ótimas e tem alguns comandantes que conseguem abusar do efeito de Zirda, the Dawnwaker. O fato dele não limitar suas instantâneas e feitiços torna a criação do deck muito mais versátil e seu custo de mana que não é demais para seu custo de mana torna ele uma carta interessante para decks como Breya, Etherium Shaper e Kenrith, the Returned King. Um dos melhore companheiros, mas ainda é um ótimo 99. Só deixe ele longe da zona de comando, raposas são conselheiras melhores que líderes.

Image content of the Website

Kaheera, the Orphanguard é boa, mas não faz nada de muito interessante. Decks como Arahbo, Horde of Notion e decks de dinossauros já praticamente não usam criaturas que não sejam de seu tipo, mas perder alguns aceleradores para ter um lorde como companheiro não é algo que valha muito a pena pra mim. Efeitos de buff não são ruins, mas eu acho desinteressante comparado às insanidades que outros companions trouxeram pro jogo. O fato dele não ser dos tipos de várias das criaturas que ele dá suporte faz com que ele não ganhe do suporte desses decks também. Taca ele nos 99 pra poder bater sem medo.

Image content of the Website

CHUNKY BOI. Keruga, the Macrosage é geração de valor com cartas pesadas. Amigo de alguns decks de “big mana” como Tatyova, Benthic Druid, Ur Dragon e Golos, Tireless Pilgrim. Uma carta que vai ficar no Pântano dele, esperando até a hora que seu campo vai estar cheio. Como 99 ele ainda pode ver jogo dependendo do peso do deck, mas não é impossível colocar ele como um bom companheiro. Até como comandante ele consegue gerar bastante vantagem simplesmente por aparecer na mesa. Com todos os companheiros analisados, vamos falar sobre a velha novela Os Mutantes, o ciclo com as 5 lendas com Mutate e suas referências a Godzilla.

Image content of the Website
Image content of the Website

Brokkos, Apex of Forever não é um bom comandante, nem mesmo é tão forte na zona de comando. O fato de a única coisa que ele é bom é bater torna ele lento em um formato multiplayer. Agora se tu quer pegar uma pessoa e matar ela, ele é uma escolha decente. Sultai é uma ótima combinação de cores e ele provavelmente verá jogo em formatos 1×1. Ele interage bem com criaturas que voltam sozinhas do cemitério, mas ainda assim não é um efeito absurdo para um deck de aristocratas. Como referência, ele não tem nada a ver com Spacegodzilla. Ele não é conhecido como uma criatura que volta da morte, nem é apenas um atropelador gigantesco.

Image content of the Website
Image content of the Website

Vida longa ao rei. Illuna, Apex of Wishes é uma brincadeira interessante para Temur, mas a inconsistência do exílio vai fazer com que você pegue algo pequeno de vez em quando. Ele vai entrar na minha brincadeira de caos, mas ele não gera tanta vantagem quanta outras cartas similares geram (Como Etali, Primal Storm)

Se eu acreditar que o efeito de exílio é uma referência às ondas gravitacionais dele (ele está literalmente puxando parada do deck), Illuna se torna uma representação interessante de Ghidorah. Não acredito de verdade que eles tenham pensado tão a fundo, mas ajuda um pouco nesse pensamento

Image content of the Website
Image content of the Website

WBG é uma combinação que eu amo. O maior problema de Nethroi, Apex of Death na zona de comando é o comandante com quem ele está disputando ( Karador, Ghost Chieftain). Reanimação em massa é algo realmente lindo, mas por 7 manas existem opções que te dão mais do que só 10 de poder total. Biollante é uma planta gigante com cipós, regeneração e ácido, não muito a ver com o efeito que tivemos com Nethroi. Nem mesmo seu efeito de reanimação chega a ser uma boa referência, tirando a teoria de que os esporos da Biollante morrendo foram pro espaço e causaram a criação do Space Godzilla.

Image content of the Website
Image content of the Website

Double Strike é uma habilidade forte para qualquer criatura. Double Strike em cima de uma criatura que entra dando 4 de dano (o que em geral é letal) no bloqueador mais perigoso é ainda mais forte. Snapdax, Apex of the Hunt é um bom gato, meu Mutante lendário favorito até agora, mas ainda se beneficia mais da surpresa de vir da mão que ele já demonstrado da zona de comando. King Caesar sai da montanha, destrói um monstro e vai fazer a festa. King Caesar é ágil o suficiente para Double Strike fazer sentido e a absorção de vida pode ser referente a habilidade dele de absorver raios lasers. Pode não ser o Rei dos Monstros, mas é um rei ainda assim

Image content of the Website
Image content of the Website

Melhor das mutações. Não é um Snapcaster Mage, mas é uma recuperação forte por te permitir usar qualquer coisa, não apenas instant/sorceries. Muitos encantamentos e artefatos baratos irão voltar com a chegada do Vadrok, Apex of Thunder. Versátil, não é caro e transforma qualquer criatura na mesa com uma carta no cemitério em um perigo. Rodan é conhecido por ser o titã das calamidades aéreas. Não é que ele seja um monstro burro, mas sempre foi muito mais focado na destruição (mesmo que inconsciente) que na reconstrução como seu efeito permite.

Fonte:https://mtg.cardsrealm.com/

Os destaques de Ikoria para o Pauper!

No dia 16 de abril as cartas da nova coleção de Ikoria estarão disponíveis para os jogadores nas plataformas digitais. No artigo de hoje eu destacarei algumas comuns que me chamaram a atenção durante o período de spoilers, mas antes gostaria de falar um pouco sobre a nova coleção em si. Ikoria – Lair of Behemots em inglês, ou Terra de Colossos em português, nos trás um mundo traiçoeiro, repleto de feras enormes e humanos, na base da cadeia alimentar, que se escodem, com medo das criaturas e de outros humanos, conhecidos como “elos” que acreditam que os monstros são incompreendidos.

Confesso que não acompanhei a temporada de spoilers de perto, estou parando agora para olhar com mais calma, mas durante as últimas semanas as primeiras impressões que tive sobre Ikoria foram exatamente essas: “Mecânicas que não entendi muito bem” e “Trabalho artístico excelente”. Sobre as mecânicas, teremos quatro habilidades em Ikoria: reciclar, marcadores de habilidades, mutate e companion. Reciclar já conhecemos e marcadores de habilidades são bem intuitivos. Para nós jogadores de Pauper, a grande novidade é a mutação (mutate), já que não existe nenhuma carta comum com a habilidade de companheiro (companion). A habilidade de mutate possui diversas particularidades, mas você pode tirar todas suas dúvidas sobre as mecânicas de Ikoria aqui. Sobre as comuns, irei citar as que mais me chamaram a atenção começando pelo verde.

Verde

Image content of the Website

Wilt é uma evolução de Naturalize. Eu enxergo com bons olhos esse tipo de “upgrade” em cartas que não são tão populares. O reciclar deixa Wilt mais flexível e diminui a distância entre as opções (verdes) mais populares do formato: Gleeful Sabotage e Natural State. Além da possibilidade de reciclar uma carta morta no late game, vale ressaltar a sinergia de Wilt em decks como Tron que podem fazer um draw e depois recuperar a carta com Mnemonic Wall.

Image content of the Website

Thwart the Enemy apresenta um efeito de fog novo para o formato. Prevenir o dano de combate das criaturas do oponente permite um belo “combat trick”. Prismatic Strands faz algo parecido, mas tem dificuldades em lidar com decks como Affinity e Fractius que possuem criaturas de diversas cores (ou sem cores no caso do Affinity). Gostei muito do efeito de Thwart the Enemy, mas receio que seu alto custo não permita que ela veja jogo.

Image content of the Website

Savage Swipe tem feito um bom trabalho como remoção verde, mas Ram Through me cativou bastante. Não que eu esteja pensando em substituir a patada no Stompy, as propostas são diferentes, a carta de Ikoria acaba sendo mais do que uma simples remoção se a criatura tiver atropelar. A carta é boa, resta saber se ela vai encontrar seu lugar no Pauper. Será que rola uma ou duas cópias no side do Stompy? Será que ela é mais interessante que Fling ou Essence Harvest no Bogles? Veremos…

Vermelho

Image content of the Website

Não achei Go for Blood excelente, talvez pelo fato da cor vermelha (só, ou através de suas combinações Rakdos e Boros) já possuir boas remoções, ainda assim achei valido citá-la por conta do reciclar. Talvez no deck certo ela funcione, explorando o death touch de Thorn of the Black Rose ou o corpo do Gurmag Angler? Ou talvez em uma build Gruul?

Image content of the Website

Fire Prophecy é outra remoção vermelha que pode “reciclar” uma carta sem utilidade de sua mão. Acho legal ver cartas não azuis explorando o draw no Magic, mas seu custo e o fato de não poder ter jogadores como alvo são os pontos negativos de Fire Prophecy.

Branco

Image content of the Website

Light of Hope é mais uma opção para o sideboard. O branco já possui ótimas ferramentas para lidar com encantamentos, mas em tempos de extrema popularidade do Burn eu gosto de poder matar vários coelhos com uma cajadada só (acho que isso pode soar meio politicamente incorreto), mas ainda não citamos os marcadores +1/+1. Para quem gosta de flexibilidade, Light of Hope pode ser uma alternativa para se pensar.

Image content of the Website

Solid Footing pode ser a melhor carta de Ikoria para o Pauper. Mais uma ótima adição para o Mono W Heroic. O legal é que ela não troca o poder pela resistência da criatura, ela apenas faz com que o dano causado seja atribuído pela resistência, mantendo o poder defensivo. Será que veremos ela no Tribe Clássico? Será que teremos um Mono W Tribe surgindo?

Azul

Image content of the Website

Depois de Mistic Santcuary acho que nem faz muito sentido reclamarmos que não tivemos boas adições azuis em Ikoria, mas vale citar Of One Mind, que apesar de possuir restrições pode dar dois draws por uma mana. O que você achou dessa carta? É tão difícil assim ter um humano e um não humano em campo? Lembrando que no Mono U Ninja of Deep Hours e Delver of Secrets // Insectile Aberration são humanos, mas independente disso, teria Of One Mind potencial para competir com Tragic Lesson + Mistic Sanctuary?

Artefato

Image content of the Website

Sleeper Dart é uma ótima carta. Talvez uma opção para substituir Alchemist’s Vial no Boros Monarch? Além de não ser necessário pagar uma mana para ativar sua habilidade, virar uma criatura pode ser mais vantajoso. Por exemplo, virar um Timberwatch Elf na end step, ou virar uma criatura branca que o oponente usaria para castar um Prismatic Strands do cemitério.

Yu-Gi-Oh! Duel Overload!

Prepare os seus Deck para a maior coleção de novos monstros Link que já existiu! Yu-Gi-Oh! Duel Overload chega derrubando portas a baixo com 30 novos monstros Link assim como outras 26 novas cartas, ainda em tempo de você se preparar para a nova Master Rule.

O arsenal Link

A linha de frente dos monstros Link contém monstros que se encaixam em vários Decks e oferecem diferentes opções de dominar um duelo! Primeiramente falemos de um monstro com 5000 ATK, Link 5 que pode ser invocado utilizando quaisquer 5 monstros é apenas um exemplo do que você poderá encontrar por aqui.

Uma das cartas que eu tô mais esperando também estará presente! Trata-se do novo Predaplant que pode usar efeitos de cartas Spell “Fusion” ou “Polymerization” do seu Deck.

Antes tarde do que nunca

O tão aguardado Cryston Halqifibrax, que pode invocar um Tuner do seu Main Deck e um Synchro Tuner do seu Extra Deck finalmente vai chegar ao TCG (então, temos um amém irmãos?!).

Das telas para o seu Deck!

Além de um arsenal de monstros Link, você também encontrará cartas ainda não lançadas dos filmes Yu-Gi-Oh! The Dark Side of Dimensions assim como de Yu-Gi-Oh! Beyonds Time! Novas cartas da estratégia Malefic do Paradox junto às cartas do Deck Cubic de Aigami (lembrando que foi lançado a pouco a coleção Secret Edition das cartas do filme).

Achou que tinha acabado? Então achou errado… Além de tudo isso que falei aí em cima, Yu-Gi-Oh! Duel Overload ainda marca o retorno de 44 cartas de sets já lançados. Estas cartas foram escolhidas a dedo para suprir as necessidades da maioria dos Decks. Duelistas que queiram construir um Deck Cyberse como Marincess de Rising Rampage ou @Ignister de Ignition Assault.

Ikoria terá um novo Planeswalker!

Ikoria: Lair of Behemoths, o próximo set de Magic: The Gathering que será lançado em abril, é empolgante para muitos fãs por várias razões: haverá uma “mecânica de criar um monstro”, com uma história ambientada em um plano nunca visto, Ikoria, e agora descobrimos que vai apresentar um novo Planeswalker. Um usuário chamado rincewindthewanderer foi até o blogatog de Mark Rosewater e perguntou:

“Esta é uma pergunta vaga o suficiente sobre Ikoria? Nós vamos ter um novo planeswalker (novo personagem) nesse set?” Mark Rosewater respondeu:

Há um novo Planeswalker junto com dois que você já conhece.

Embora Wizards of the Coast não tenha revelado oficialmente nenhuma nova carta do próximo plano, já vimos a primeira arte promocional de Ikoria e confirma o retorno de Vivien Reid, então isso significa que há mais um Planeswalker que não sabemos, mas que já conhecemos; e um novo.

Ikoria: Lair of Behemoths será lançada oficialmente em 24 de abril de 2020. Os eventos de pré-lançamento ocorrerão de 17 a 19 de abril.

Yu-Gi-Oh!Rush Duel informação!

O principal conceito sobre Yu-Gi-Oh! Sevens está focado em Rush Duels. Mas o que são Rush Duels, exatamente?

Das breves perguntas e respostas realizadas na JUMP Festa com o elenco principal, “Rush Duel” é um novo conceito criado pelo protagonista, Yuuga. Aparentemente, ele não gosta do conceito de “regras”, mas constrói seu próprio caminho a seguir (é claro que “caminho” é um trocadilho em seu próprio nome).

No entanto, aprendemos rapidamente que a partir de abril de 2020, o Rush Duel também será introduzido como um novo produto para o OCG, como no jogo de cartas físico.

Conforme explicado neste cronograma, no lado direito da barra vermelha “abril de 2020” no meio, o produto se ramifica na 11ª temporada de produtos do Jogo de Cartas Oficial (com Rise of the Duelist sendo o primeiro produto da temporada) e Yu-Gi-Oh! Rush Duel (com um produto sem nome). Isso também combina com a estréia de Yu-Gi-Oh! Anime Sevens, bem como a aplicação das Regras Mestras 1 de abril de 2020 Revisão.

As três características de “Rush Duels”:
1) Usa cartas especializadas. Novos cartões fáceis de interpretar e muito atraentes são introduzidos!
2) Invocação Contínua. Você pode convocar qualquer número de monstros por turno!
3) Desenho em massa. A cada turno, você empata até que sua mão se torne 5!

Para o primeiro ponto, como você provavelmente já viu em outros artigos, os cartões parecem claramente diferentes dos cartões Yugioh padrão:

Para o segundo ponto, o fluxo esclareceu que, por exemplo, de acordo com as regras existentes, você só tem permissão para 1 Invocação Normal ou Conjunto por turno. Em um Duelo Rush, contanto que você tenha monstros em sua mão, você pode continuar jogando quantos quiser. Se você tiver um monstro de nível 5 ou superior, poderá invocá-lo como de costume no mesmo turno.

O terceiro ponto reabastece sua mão depois de jogar vários monstros da sua mão, comprando cartas em cada um dos seus turnos até o tamanho da sua mão se tornar 5.

OCG-Rush Duel Deck Inicial e lançamento do primeiro Booster Set (Abril de 2020/Japão)

Um produto que poderá ser jogado com o Rush Duel aparecerá no novo anime “Yugioh Sevens” com data de transmissão em abril.
O “Deck Inicial” que você pode jogar direto e o “Set de Deck inicial” que consiste de dois decks e o “pacote de modificação de pack”, serão lançados:

Deck Inicial Yuga-Open! Seventh Road!!

Deck inicial Luke-Explosion Hado! Doragias!!

Set de Deck Inicial Yua Vs Luke

Pacote de Modificação de Deck Super Fast Rush Road!!
15 packs por caixa.

Também terá deckbox e sleeves temáticos.

Mais informações sobre os items de rush duel serão lançadas pelas jump.

Jogabilidade

As regras do Rush Duels compartilham algumas semelhanças com as do Speed ​​Duels , mas têm adições próprias. Essas regras são as principais diferenças anunciadas pelo Rush Duels :

  • Os jogadores podem convocar / definir normalmente quantos monstros quiserem em um único turno. Monstros de nível 5 e superiores ainda devem ser convocados por tributo normalmente.
  • Os jogadores começam com quatro cartas na mão. Durante a sua fase de compra, o jogador compra cartas até a mão ter cinco cartas. Se o jogador tiver pelo menos cinco cartas na mão, ele compra uma. Não há limite para o número de cartas na mão de um jogador, e o jogador que jogar primeiro ainda poderá comprar uma carta.

Outras diferenças nas regras incluem:

  • O campo é semelhante ao da Speed ​​Duels . Os jogadores têm três zonas de monstro e três zonas de feitiço e armadilha . Embora ainda não tenham sido reveladas cartas do baralho extra para o Rush Duels , existe uma zona do baralho extra . Não há zonas de pêndulo .
  • Ao contrário do Speed ​​Duels, no entanto, os jogadores começam com 8000 LP e podem ter de 40 a 60 cards no baralho.
  • Os efeitos dos monstros no campo só podem ser ativados uma vez por turno enquanto estiverem virados para cima no campo, semelhante a uma carta no TCG / OCG afirmando “Uma vez por turno”. O requisito para ativar um efeito de monstro é listado em uma linha separada do próprio efeito para facilitar a compreensão.
  • Como Speed ​​Duels, não existe a Fase Principal 2 . Rush Duels também não incluem a fase de espera . 

Cartões legais

Semelhante ao formato Speed ​​Duel do TCG , apenas cartões produzidos para Yu-Gi-Oh! Os produtos Rush Duel serão legais no Rush Duels . Não está claro se Yu-Gi-Oh! Os cartões Rush Duel serão legais para Master Duels no OCG .

As cartas do Rush Duel usam um novo layout que se destina a ser simples de entender e atraente aos olhos. Os quadros de arte e as caixas de texto de efeito são significativamente maiores; o nível foi alterado para um número acima do gráfico em estrela do nível e movido acima da linha Tipo ao lado dos valores ATK e DEF , e os cartões têm “RUSH DUEL” impresso em sua base.

Conjuntos

Como é tratado como um jogo de cartas diferente, Yu-Gi-Oh! Os produtos Rush Duel serão executados em uma linha de produtos separada para Yu-Gi-Oh! Produtos oficiais do jogo de cartas . Os primeiros sets lançados para o Rush Duel serão Starter Deck Yuga – Cut Through! Sevens Road !! Deck Iniciante Luke – Supremacia Explosiva! Dragears !! , que também podem ser comprados em um conjunto .

No anime

No Yu-Gi-Oh! O anime SEVENS , Rush Duels, foi criado pelo protagonista principal Yuga Odo como um formato alternativo que qualquer um pode apreciar, em contraste com os duelos “rígidos e não-legais” dirigidos por adultos.

Yu-Gi-Oh! Magical Hero!

A coleção Legendary Duelists está de volta e chegou a vez dos heróis brilharem! Yu-Gi-Oh! Legendary Duelists: Magical Hero traz Dark Magician e Dark Magician Girl, unidos em sua formação mais poderosa! Teremos também novas cartas para cada protagonista que tivemos até a série Yu-Gi-Oh! ARC-V

Não é só o herói do Yu-Gi-Oh! Clássico que terá novas cartas, os protagonistas das outras séries também receberão uma grande ajuda dos novos suportes! Liquidman HERO vai ajudar Jaden a invocar mais monstros, além de aumentar o poder de compra do duelista. Analogamente Yuma também irá contar um novo reforço para seus monstros Xyz com o  Gagagaga Magician.

Vamos conferir as principais novidades dessa nova coleção

Os servos leais de Atem

The Dark Magicians

Assim como cartas Spell e Trap já trouxeram a dupla juntos em sua arte, teremos Dark Magician e Dark Magician Giril lutando juntos em uma carta Fusão: Dark Magicians! Juntos eles sobram em conhecimento e magia trazendo 2800 ATK e habilidade de comprar cartas. Comprando outra Spell/Trap, você pode setar e ativar no mesmo turno, mesmo se for o turno do seu oponente! Mesmo sendo uma carta fusão, ao destruí-la não significa que você destruiu os magos, pois ao ser enviada ao GY, permite que você invoque Dark Magician e Dark Magician Girl de volta ao campo, da sua mão, Deck ou GY!

Magician’s Souls

O coração das cartas permite que Yugi consiga as cartas que ele precisa para invocar Dark magician e Dark Magician Girl, assim como ele você terá uma carta que irá garantir que você invoque-os também quando precisar! Magician’s Souls é um novo monstro efeito que pode ser usado da sua mão pra enviar qualquer um dos magos do seu Deck ao GY, para então trazê-los de volta ao campo!

Jaden ou Yusei?

Elemental HERO Liquid Soldier

Obtenha o poder de escolher e invocar 1 “HERO” de nível 4 ou menos do seu GY, ao invocar o Liquidman como Invocação Normal. Se esta carta for usada como matéria de fusão para um monstro “HERO”, você pode ainda comprar 2 cartas e então descartar 1.

Satellite Warrior

Vire o jogo ao fazer a Invocação Synchro desta carta, podendo escolher cartas que seu oponente controla até o número de monstros Synchro no seu GY; então destrua-os e aumente o poder desta carta em1000 ATK para cada carta destruída (nem é roubado esse efeito).

Se mesmo com todo esse ATK bônus essa carta ainda for destruída, você pode invocar até 3 monstros Synchro “Warrior”, “Synchron” e/ou “Stardust” de nível 8 ou menos do seu GY.

Fortalecendo os Xyz e Pendulum

Gagagaga Magician

Primeiramente ressucite 1 monstro Xyz desassociando 1 matéria desta carta e ainda faça um monstro “Utopic Future” que tenha esta carta como matéria ganhar este efeito:

  • Durante sua Main Phase: você pode desassociar 2 matérias para mudar o ATK de um Xyz que você controla para 4000 até o final deste turno.

Performapal Celestial Magician

Atacar seu oponente diretamente, inibir os efeitos de monstros, dobrar o ATK original desta carta ou então adicionar 1 monstro Pendulum do seu Deck à sua mão; este é o leque de opções que você tem ao invocar esta carta durante sua Main Phase. Versátil não?!

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora